Meu Jardim Interior — Um mundo de experiências!

VOCÊS TEM TANTA DIFICULDADE EM LIDAR COM O FATO DE QUE ALGUMAS AMIZADES SÃO DE FASES, COMO EU?

20 • 07 • 2018

Tive um pesadelo meio louco, que me acordou de madrugada e me fez começar a refletir. No sonho estava uma ex amiga minha de muitos anos atrás e foi meio louco sonhar com ela porque não pensava nela há muito tempo.

E pensando nela comecei a pensar em diversas amizades que tive ao longo da vida e em como dói e é difícil lidar com o fato de que muitas amizades são apenas fases. Apesar de eu enxergar que aquela pessoa foi importante naquele momento X e de ser grata por tê-la fazendo parte da minha história, é muito difícil pra mim aceitar um adeus.

37328018_1818595681552416_7356465949328801792_n

Eu volto no tempo, na época em que tais amizades eram presentes na minha vida e em como essas pessoas eram importantes e me pego pensando no “por que teve que acabar?”afinal, eu gostava tanto dela.

E a pior parte é quando você percebe que mesmo se tentar, já acabou. Não tem como voltar atrás, não tem como reverter a situação. Caramba, como dói. Você vai tentar puxar uma conversa e às vezes vocês até tentam prolongar, mas cai naquele mesmo roteiro de “oi, tudo bem, novidades, não”. Afinal, vocês mudaram com o tempo e não possuem mais a confiança de antigamente um no outro.

Sem contar que quanto mais velhos ficamos, menos confiamos nas pessoas – depois de dar tanto com a cara na parede a gente cria aquela famosa armadura – e acabamos tendo amizades que se resumem em relações superficiais.

Resumimos nossa vida em “está tudo bem”, enquanto a gente guarda todos nossos problemas, medos, anseios e até conquistas só pra nós mesmos. E quando paramos pra olhar em volta… QUE BAQUE. A gente sente como se não tivéssemos mais amigos. Como se estivéssemos sozinhos. Mesmo tenho um punhado de amigos ao nosso redor, é assim que a gente se sente.

E tudo isso por que? Por medo. Estou assustada em quantas coisas ruins fazemos a nós mesmos por medo. Nesse caso: não vou contar isso pra fulano porque vai que ele sente inveja e isso dá errado? Não vou comentar nada sobre meu marido, por que vai que fulana fica de olho e dá em cima dele? Não vou contar dos meus problemas porque vai que a pessoa espalha ou então, que me julgue?

A realidade é que perdemos a confiança no outro ao mesmo passo em que perdemos a confiança em nós mesmos.

E é aí que olhamos para trás e sentimos falta das relações que tínhamos. Não só com nossos amigos, mas sentimos falta também da união da família, que hoje está toda fragmentada. Sentimos falta de como as relações nos preenchiam emocionalmente e nos faziam felizes. De como a gente se dedicava às amizades. Não era só MSN, era olho no olho, festa do pijama, estar presente em todos os aniversários.

Mas hoje a gente recusa até os convites, só pra ficarmos na nossa zona de conforto assistindo ao Netflix.

 

Com amor, Li.

Postado por Lilian

PARE DE LIMITAR A SI MESMO

09 • 07 • 2018

Nos limitamos o tempo inteiro. E criamos desculpas para nos justificar.

O medo: quantas vezes deixamos de fazer algo por medo? Medo de simplesmente tentar, medo de dar errado, medo de dar certo, medo de ter medo. Nós vivemos todos em um padrãozinho com medo da mudança, com medo do novo e do que ele pode representar, simplesmente porque é desconhecido. Vivemos também com medo das críticas, do julgamento externo. Mas afinal, o que as outras pessoas vão pensar?

E nessa de nos limitarmos tanto acabamos vivendo uma vida não baseada naquilo que realmente gostaríamos de viver, mas sim naquilo que todos os outros estão vivendo. Exatamente porque todos eles também estão seguindo a sociedade e repetindo o mesmo ciclo.

Por que a gente (e eu me incluo totalmente nisso) passa a vida inteira sem explorar nosso potencial? Sem admitir, nem para nós mesmos, o que realmente gostaríamos para nossas vidas? Por que a gente se limita a tão pouco?

O pior, pra mim, é o fato de que a gente deixa a vida passar sem nem ao menos TENTAR. Tem noção do que é isso? É, pra mim, assustador. Ver as pessoas tão infelizes com as próprias vidas, cheias de rancor com si mesmas e transbordando isso para o outro. E tudo isso porque não temos coragem pra viver a vida como realmente queremos. Como sentimos.

Processed with VSCO with hb1 preset

E daí você ter 30 anos e ainda gostar de usar Melissa? E daí você gostar de rosa e se vestir como a Reese em Legalmente Loira? E daí você ser obeso e realmente só gostar de comer fast food? E daí você ter uma orientação sexual diferente? E daí você querer viver viajando pelo mundo, mesmo já tendo 40 anos?

E DAÍ?

Se é o que você quer e o que realmente gosta e não faz mal a ninguém, qual é o problema? Qual o problema em se permitir viver?

A impressão que tenho é que somos prisioneiros de nós mesmos.

Passamos a vida inteira em busca da felicidade e não percebemos que é impossível ser feliz se não seguimos nosso propósito. Se não nos permitimos ser quem somos, com nossos dons, qualidades e defeitos. Aliás, nem defeito podemos ter mais. Hoje em dia nosso defeito tem que ser “ser perfeccionista”. Ah, me poupe e se poupe. Ser ciumento não te torna a pior pessoa do mundo e reconhecer algo ruim em ti é muito melhor do que simplesmente ficar se culpando. Porque entender que você tem um defeito permite que você melhore e amenize-o.

Você gostaria de estar vivendo a vida que vive agora daqui a 5 anos?

Se a resposta for não, me responde: então por que está vivendo ela agora? Você acredita que viver dessa forma hoje, vai te levar a viver a vida que você deseja para si mesmo daqui 5 anos? Seja sincero consigo mesmo. Tape os ouvidos pra vozes de fora, o que seu coração diz sobre isso?

Se permita viver. Se permita testar coisas novas – gostar de umas, detestar outras. Se permita questionar; se permita ter opinião sobre a vida e sobre o que acontece ao teu redor. Se permita ter voz; se permita existir. Se permita errar; se permita ser elogiado. Se permita tomar as próprias escolhas. Se permita ser você.

Com amor, Li.

PS: tive um insight para escrever esse texto logo após assistir o documentário sobre a Malala no Netflix.

Postado por Lilian

MEU EMPREGADOR: LOON MOUNTAIN RESORT

28 • 06 • 2018

Olá pessoal! Tudo bom? No post da semana passada falei sobre o passo a passo do intercâmbio work and travel e, como prometi que descreveria tudo detalhadamente, chegou a hora de contar as especificidades sobre o meu empregador: o Loon Mountain Resort!

35810601_1778471135564871_3400142367758483456_o

LOCALIZAÇÃO

O resort está localizado em uma cidadezinha de menos de 2 mil habitantes, chamada Lincoln. O interessante é que ele fica bem nas montanhas, em uma área denominada White Mountains National Forest que tem os mesmos princípios dos parques nacionais americanos e é, portanto, uma área de preservação da natureza. Lincoln fica a 3h de ônibus de Boston em um sentido e a 3h de Montreal (Canadá) do outro.

Lincoln fica no estado de New Hampshire, sendo que este estado fica mais no interior do país, contando com cidades pequenas e muitas áreas verdes e reservas naturais.

O QUE TEM NA CIDADE?

A principal atração na cidade é exatamente a estação de ski Loon Mountain sendo que a maior parte dos visitantes são americanos dos Estados de New Hampshire e Massachussetts e canadenses.

Apesar de a cidade ser pequena, ela conta com Mc Donalds, Subway e Dunkin Donuts. Além disso ela tem restaurantes muito bacanas de se conhecer como: Gordi’s para comer frutos do mar, The Common Man pra um jantar mais íntimo, GH pizza pra comer a melhor pizza da cidade e Flapjack pra tomar um café da manhã bem reforçado com panquecas.

A maioria das lojas na cidade são de roupas de ski, com a exceção da Bass que vende roupas de excelente qualidade onde eu planejei sim gastar meus trumps.

Vou fazer um post contando mais detalhes da cidade e dando dicas do que fazer por lá 🙂

OFERECE HOUSING?

Sim! O valor do housing é de 110$ por semana que é descontado do seu paycheck. Nesse valor está incluso água, luz, internet e a casa já vem equipada com tudo, inclusive cobertores e travesseiro. Eu morava em uma casa com mais 11 intercambistas, todas mulheres. Dividia um quarto com uma argentina e cada uma tinha sua própria cama.

POSSUI TRANSPORTE? 

Sim! O ônibus passa duas vezes pela manhã e para na porta de casa só pra buscar os intercâmbistas e no final da tarde ele sai do resort para nos deixar na porta de casa novamente, e ele é gratuito.

35829477_1778429558902362_5019063013617958912_o

É esse busão aí que você vai ver quase todos os dias <3 Saudades! Se virem o Jim (o motorista mais simpático do planeta, desejem um bom dia por mim!)

 QUAIS SÃO AS VAGAS OFERECIDAS?

Vocês podem ver as vagas oferecidas este ano nesse site aqui, bem como quanto pagam por hora. Sim, nos EUA eles pagam por hora. Eu fui como food and beverage e recebia 10$ por hora ano passado. Acabei caindo na função de caixa, mas outras pessoas que escolheram a mesma vaga caíram na posição de fritar batata frita, preparar lanches, vender sopas, etc. Lembrando que independentemente da posição em que caia muito provavelmente como food and beverage você também estocará produtos, limpará a lanchonete e banheiros, trocará o lixo, dentre outros.

Caso você queira conversar com pessoas que trabalham nos lifts, como custodial ou instrutor de ski me manda uma mensagem que te passo o contato 🙂

COMO É FEITO O PAGAMENTO?

Você recebe semanalmente, toda quinta feira. O pagamento é feito por cheque (que você troca no banco por dinheiro) e quem abrir conta em banco eles depositam na conta do banco. Eu recebia meu salário no cartão do banco e isso era bom pra mim pois podia comprar coisas pela internet.

QUAIS OS BENEFÍCIOS?

Processed with VSCO with s1 preset

  1. Por estar localizado mais no interior você vai conviver mais com americanos mesmo (além dos outros intercambistas), o que vai te obrigar a falar em inglês e, consequentemente, te ajudar a melhorar;
  2. O Resort fica a 5 minutos de ônibus da casa. É muito perto, fazendo com que não gaste tempo com deslocamento;
  3. Trabalhando como food and beverage eu tinha comida de graça. Sim, café da manhã e almoço e ainda podia escolher o que queria comer – economizei muito dinheiro e tempo com isso;
  4. Esquiar de graça, incluindo fazer aulas e aluguel de equipamento (só não tá inclusa a roupa, que tive que comprar). Sério gente, isso fez diferença demais na minha experiência. Saudades de separar uma folga na semana só pra esquiar <3
  5. Ganhar cerveja após o expediente. Tem um bar na base da montanha, do próprio resort, onde empregados podem tomar uma cerveja de graça ao final do expediente. Fui lá poucas vezes, mas sempre que fui era divertido;
  6. Se você fizer mais que 48h na semana começa a receber 15$ por cada hora extra, ao invés de 10$;
  7. Desconto de 50% em alimentação nos lodges e 20% em merchandising (produtos vendidos lá como camiseta, roupa de ski, etc);
  8. Fica a 3h de Boston e de Boston pra New York são só mais 5 horas de ônibus;
  9. O Estado de New Hampshire é tax free, ou seja, você estará isento de taxas. Isso ajuda muito quem pretende fazer compras, principalmente itens caros como eletrônicos;
  10. Uma vista maravilhosa todos os dias. Que lugar lindo, gente, é sério;
  11. É um dos empregadores mais flexíveis que já vi. Eram super tranquilos quanto a começar um pouco mais tarde o programa ou terminar mais cedo e vários amigos pediram 4/5 dias de folgas seguidos pra fazer uma viagem e eles deixaram de boa. Achei isso bem legal 🙂

Qualquer dúvida é só entrar em contato!

Com amor, Li.

 

Postado por Lilian

Meu Jardim Interior • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por