Arquivos medo — Meu Jardim Interior

PARE DE LIMITAR A SI MESMO

09 • 07 • 2018

Nos limitamos o tempo inteiro. E criamos desculpas para nos justificar.

O medo: quantas vezes deixamos de fazer algo por medo? Medo de simplesmente tentar, medo de dar errado, medo de dar certo, medo de ter medo. Nós vivemos todos em um padrãozinho com medo da mudança, com medo do novo e do que ele pode representar, simplesmente porque é desconhecido. Vivemos também com medo das críticas, do julgamento externo. Mas afinal, o que as outras pessoas vão pensar?

E nessa de nos limitarmos tanto acabamos vivendo uma vida não baseada naquilo que realmente gostaríamos de viver, mas sim naquilo que todos os outros estão vivendo. Exatamente porque todos eles também estão seguindo a sociedade e repetindo o mesmo ciclo.

Por que a gente (e eu me incluo totalmente nisso) passa a vida inteira sem explorar nosso potencial? Sem admitir, nem para nós mesmos, o que realmente gostaríamos para nossas vidas? Por que a gente se limita a tão pouco?

O pior, pra mim, é o fato de que a gente deixa a vida passar sem nem ao menos TENTAR. Tem noção do que é isso? É, pra mim, assustador. Ver as pessoas tão infelizes com as próprias vidas, cheias de rancor com si mesmas e transbordando isso para o outro. E tudo isso porque não temos coragem pra viver a vida como realmente queremos. Como sentimos.

Processed with VSCO with hb1 preset

E daí você ter 30 anos e ainda gostar de usar Melissa? E daí você gostar de rosa e se vestir como a Reese em Legalmente Loira? E daí você ser obeso e realmente só gostar de comer fast food? E daí você ter uma orientação sexual diferente? E daí você querer viver viajando pelo mundo, mesmo já tendo 40 anos?

E DAÍ?

Se é o que você quer e o que realmente gosta e não faz mal a ninguém, qual é o problema? Qual o problema em se permitir viver?

A impressão que tenho é que somos prisioneiros de nós mesmos.

Passamos a vida inteira em busca da felicidade e não percebemos que é impossível ser feliz se não seguimos nosso propósito. Se não nos permitimos ser quem somos, com nossos dons, qualidades e defeitos. Aliás, nem defeito podemos ter mais. Hoje em dia nosso defeito tem que ser “ser perfeccionista”. Ah, me poupe e se poupe. Ser ciumento não te torna a pior pessoa do mundo e reconhecer algo ruim em ti é muito melhor do que simplesmente ficar se culpando. Porque entender que você tem um defeito permite que você melhore e amenize-o.

Você gostaria de estar vivendo a vida que vive agora daqui a 5 anos?

Se a resposta for não, me responde: então por que está vivendo ela agora? Você acredita que viver dessa forma hoje, vai te levar a viver a vida que você deseja para si mesmo daqui 5 anos? Seja sincero consigo mesmo. Tape os ouvidos pra vozes de fora, o que seu coração diz sobre isso?

Se permita viver. Se permita testar coisas novas – gostar de umas, detestar outras. Se permita questionar; se permita ter opinião sobre a vida e sobre o que acontece ao teu redor. Se permita ter voz; se permita existir. Se permita errar; se permita ser elogiado. Se permita tomar as próprias escolhas. Se permita ser você.

Com amor, Li.

PS: tive um insight para escrever esse texto logo após assistir o documentário sobre a Malala no Netflix.

Postado por Lilian

Meu Jardim Interior • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por