Arquivos amizade — Meu Jardim Interior

VOCÊS TEM TANTA DIFICULDADE EM LIDAR COM O FATO DE QUE ALGUMAS AMIZADES SÃO DE FASES, COMO EU?

20 • 07 • 2018

Tive um pesadelo meio louco, que me acordou de madrugada e me fez começar a refletir. No sonho estava uma ex amiga minha de muitos anos atrás e foi meio louco sonhar com ela porque não pensava nela há muito tempo.

E pensando nela comecei a pensar em diversas amizades que tive ao longo da vida e em como dói e é difícil lidar com o fato de que muitas amizades são apenas fases. Apesar de eu enxergar que aquela pessoa foi importante naquele momento X e de ser grata por tê-la fazendo parte da minha história, é muito difícil pra mim aceitar um adeus.

37328018_1818595681552416_7356465949328801792_n

Eu volto no tempo, na época em que tais amizades eram presentes na minha vida e em como essas pessoas eram importantes e me pego pensando no “por que teve que acabar?”afinal, eu gostava tanto dela.

E a pior parte é quando você percebe que mesmo se tentar, já acabou. Não tem como voltar atrás, não tem como reverter a situação. Caramba, como dói. Você vai tentar puxar uma conversa e às vezes vocês até tentam prolongar, mas cai naquele mesmo roteiro de “oi, tudo bem, novidades, não”. Afinal, vocês mudaram com o tempo e não possuem mais a confiança de antigamente um no outro.

Sem contar que quanto mais velhos ficamos, menos confiamos nas pessoas – depois de dar tanto com a cara na parede a gente cria aquela famosa armadura – e acabamos tendo amizades que se resumem em relações superficiais.

Resumimos nossa vida em “está tudo bem”, enquanto a gente guarda todos nossos problemas, medos, anseios e até conquistas só pra nós mesmos. E quando paramos pra olhar em volta… QUE BAQUE. A gente sente como se não tivéssemos mais amigos. Como se estivéssemos sozinhos. Mesmo tenho um punhado de amigos ao nosso redor, é assim que a gente se sente.

E tudo isso por que? Por medo. Estou assustada em quantas coisas ruins fazemos a nós mesmos por medo. Nesse caso: não vou contar isso pra fulano porque vai que ele sente inveja e isso dá errado? Não vou comentar nada sobre meu marido, por que vai que fulana fica de olho e dá em cima dele? Não vou contar dos meus problemas porque vai que a pessoa espalha ou então, que me julgue?

A realidade é que perdemos a confiança no outro ao mesmo passo em que perdemos a confiança em nós mesmos.

E é aí que olhamos para trás e sentimos falta das relações que tínhamos. Não só com nossos amigos, mas sentimos falta também da união da família, que hoje está toda fragmentada. Sentimos falta de como as relações nos preenchiam emocionalmente e nos faziam felizes. De como a gente se dedicava às amizades. Não era só MSN, era olho no olho, festa do pijama, estar presente em todos os aniversários.

Mas hoje a gente recusa até os convites, só pra ficarmos na nossa zona de conforto assistindo ao Netflix.

 

Com amor, Li.

Postado por Lilian

A REAL IMPORTÂNCIA DAS AMIZADES

08 • 09 • 2016

amizades

Caramba, como está difícil ter amigos na atualidade! A maior parte das relações que cultivamos atualmente é baseada em sentimentos contrários aos da amizade. O orgulho, que faz com que as pessoas se afastem quando estão chateadas ao invés de separarem um tempo para conversar sobre o que aconteceu; a inveja, que faz com que o outro queira ser mais do que o próprio amigo; o ciúme que gera intrigas e brigas desnecessárias e por aí vai.

O que não percebemos é que temos a necessidade de cultivar relações de amizade. O homem é um ser social e, apesar de serem bons alguns momentos de solidão, viver sozinho sempre não nos faz bem. O que nos faz bem, na real, é aquele churrasco em família onde todos comem muito, riem, ouvem músicas “das antigas” e se pegam relembrando bons momentos. É importante cultivarmos a amizade dentro das nossas famílias… E relações assim são expressadas naquelas piadas do tio que se acha o engraçadão, na comida da vó que todo mundo ama, no filme que assistimos juntos, espalhados pelo chão da sala porque nos sofás não cabe todo mundo.

Mas também nas relações que construímos com pessoas que não são da família. Mesmo com a correria do dia a dia, é importante nos abrirmos para novas amizades: bons momentos vão surgir delas. E se você está tão decepcionado, que não tem coragem de se abrir às novas amizades, pense em tudo que elas trazem de bom: filmes de madrugada, risadas até a barriga doer, viagens que se tornam épicas, comer brigadeiro sem culpa, ligações naqueles momentos difíceis ou muito felizes nos quais precisamos compartilhar com aquele amigo.

E, além de construirmos amizades, temos que mantê-las. Coisas que aprendemos com o tempo pois cada amizade é diferente. Mas não há nada que pague se sentir parte da família do seu amigo, de tanto que vocês estão juntos. Ser chamado para estar presentes nos momentos mais importantes da vida dele: aniversário, casamento, ver o filho nascer.

Amizades nos tornam mais ricos pessoalmente e mais felizes. Pois nos sentimos amados e liberamos o nosso amor. E quanto mais amor damos, mais recebemos de volta. É um ciclo!

E se você brigou com alguém que é importante pra ti e que te faz falta, use esse texto como desculpa e mande um “oi, sinto a sua falta”. Garanto que não vai doer e que o decorrer disto pode te fazer muito feliz <3

Com amor, Li.

Postado por Lilian
Nas tags:

Meu Jardim Interior • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por