Meu Jardim Interior — Página 23 de 31 — Um mundo de experiências!

A REAL IMPORTÂNCIA DAS AMIZADES

08 • 09 • 2016

amizades

Caramba, como está difícil ter amigos na atualidade! A maior parte das relações que cultivamos atualmente é baseada em sentimentos contrários aos da amizade. O orgulho, que faz com que as pessoas se afastem quando estão chateadas ao invés de separarem um tempo para conversar sobre o que aconteceu; a inveja, que faz com que o outro queira ser mais do que o próprio amigo; o ciúme que gera intrigas e brigas desnecessárias e por aí vai.

O que não percebemos é que temos a necessidade de cultivar relações de amizade. O homem é um ser social e, apesar de serem bons alguns momentos de solidão, viver sozinho sempre não nos faz bem. O que nos faz bem, na real, é aquele churrasco em família onde todos comem muito, riem, ouvem músicas “das antigas” e se pegam relembrando bons momentos. É importante cultivarmos a amizade dentro das nossas famílias… E relações assim são expressadas naquelas piadas do tio que se acha o engraçadão, na comida da vó que todo mundo ama, no filme que assistimos juntos, espalhados pelo chão da sala porque nos sofás não cabe todo mundo.

Mas também nas relações que construímos com pessoas que não são da família. Mesmo com a correria do dia a dia, é importante nos abrirmos para novas amizades: bons momentos vão surgir delas. E se você está tão decepcionado, que não tem coragem de se abrir às novas amizades, pense em tudo que elas trazem de bom: filmes de madrugada, risadas até a barriga doer, viagens que se tornam épicas, comer brigadeiro sem culpa, ligações naqueles momentos difíceis ou muito felizes nos quais precisamos compartilhar com aquele amigo.

E, além de construirmos amizades, temos que mantê-las. Coisas que aprendemos com o tempo pois cada amizade é diferente. Mas não há nada que pague se sentir parte da família do seu amigo, de tanto que vocês estão juntos. Ser chamado para estar presentes nos momentos mais importantes da vida dele: aniversário, casamento, ver o filho nascer.

Amizades nos tornam mais ricos pessoalmente e mais felizes. Pois nos sentimos amados e liberamos o nosso amor. E quanto mais amor damos, mais recebemos de volta. É um ciclo!

E se você brigou com alguém que é importante pra ti e que te faz falta, use esse texto como desculpa e mande um “oi, sinto a sua falta”. Garanto que não vai doer e que o decorrer disto pode te fazer muito feliz <3

Com amor, Li.

Postado por Lilian
Nas tags:

CUPCAKE.ITO: OS MELHORES CUPCAKES EVER

07 • 09 • 2016

IMG_3146

Ao som de Anavitória escrevo esse post. Cara, que lugar amor. Conheci a Cupcake.ito há mais de 4 anos atrás. Ganhei alguma promoção e um dos prêmios eram 6 cupcakes deles. Amei. Por que? O cupcake deles não é seco: tem RECHEIO. E os sabores deles são uma delícia verdadeira. Dá vontade de comer até não ter mais espaço na pancinha, rs. O atendimento é amor, você sempre será bem recebido por lá. E o cantinho é simplesmente muito amor. Se não fosse tão longe daqui, iria todos os dias ler meus livros por lá… <3

Agora vamos às provas de tudo isso. Preparados?

IMG_3147IMG_3148IMG_3156IMG_3157IMG_3153IMG_3152IMG_3159

Eu havia mandado fazer esse personalizado pro Dan. O bichinho amou <3

IMG_3154

PACMAN!!! (old times <3)

LETRARIA

IMG_3155IMG_3151IMG_3150

Eles usam placas como essas da foto, que eu acho muito legais! Aquela Manda Foods me representa tanto, hahaha. A empresa que faz essas plaquinhas é a Letraria e no Insta deles dá pra ter ideias de vários modelos bacanas.

Tá bom, Lilian! Agora please me conta onde fica esse lugar que eu preciso de um cupcake! É PRA JÁ!

Cupcake.ito: Rua Julio Diniz, 39. Vila Olimplia em SP.

Site deles: Cupcake.ito

Com amor (e vontade de comer cupcakes), Li.

Postado por Lilian
Nas tags: /

SOBRE DECISÕES DIFÍCEIS

30 • 08 • 2016

1cbd035b-aa2f-417e-bc6d-19d4ea357939

Eu vou ser sincera: existem momentos em que eu gostaria que as coisas fossem fáceis. Sabe aquela vontade de chorar? Está tendo, sim.

Ontem fiquei fazendo um trabalho faculdade, eu estava verdadeiramente nervosa. Tinha que ler diversos artigos científicos, passar essas informações em forma de texto e deixar tudo pronto rápido. Não consegui terminar tudo. Meia noite eu já estava acabada e… dormi. Coloquei o celular para despertar mais cedo, para que antes do trabalho eu pudesse acordar e terminar aquilo, na vã esperança de que meu hábito de acordar quase atrasada não funcionasse dessa vez. Acordei as 3h da madrugada. Achando que eram 7 da manhã. Dormi. Celular tocou infinitas vezes de dez em dez minutos. Não sei como minha mãe não disparou frases como: “eu vou quebrar seu celular”, “desliga logo isso”, “que falta de respeito”, etc.

Fui trabalhar e passei o dia todo ansiosa pra fazer ele logo, assim que chegasse em casa. Faltei em uma aula que amo da faculdade para poder finalizá-lo. Quase nem acreditei quando terminei e quis proclamar vitória. Tudo isso por que?

Tentei carregar meu trabalho, porque queria manter meu padrão de vida e o salário que me permitia fazer coisas que eu gosto. Comprar coisas que eu gosto. Empurrei com a barriga. No caminho, tirei algumas notas baixas. Tive que abrir os olhos, novamente, para o que era realmente importante pra mim. Tomei uma decisão que não foi muito fácil nem tão bem pensada assim. Vou sair do trabalho. Não porque eu não quero trabalhar, mas porque escolhi a faculdade.

Faculdade. Que me deixa tão de cabelo em pé mas que é minha alegria de todas as noites. Que é dia após dia a realização de um sonho meu… Daqui pra frente não sei bem como vai ser. Não vou ter dinheiro pra sair, mas talvez eu tenha mais tempo pra ler uns bons livros. E colocar alguns projetos em prática. Me dedicar bem mais aos meus estudos e fazer um cronograma (sem adiar ou me enrolar, por favor). Escrever mais posts aqui, fazer uma horta nesse meu quintal, começar a produzir menos lixo. Tirar um tempinho pra cozinhar minha própria comida. Ser uma pessoa mais legal. Não sei… Acho que eu tinha tirado um tempo da vida e, agora que ela está de volta, não sei o que fazer.

Sei que precisava tomar essa atitude. Mas estou indo em frente somente pela fé, sabe? Fé de que vou realizar aquilo que está nessa minha mente e coração. Espero vir dividir boas conquistas com vocês. Espero não me arrepender. Espero criar coragem para dar a cara à tapa e errar mais vezes. E perder um pouco do medo… medo de viver a vida do jeito que eu quero viver.

Com amor, Li.

Postado por Lilian
Nas tags:

Meu Jardim Interior • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por