O DESAFIO QUE É ENFRENTAR O QUE NOS DESAFIA

O DESAFIO QUE É ENFRENTAR O QUE NOS DESAFIA

08 • 07 • 2017

IMG_0125

É desafiador postar na internet, não é? A cada abertura que você dá, a cada pedacinho de si que mostra para o mundo, mais aberto está às críticas. E confesso que tentei generalizar muitos dos meus textos por causa disso. Mas daí percebi que minha voz é importante sim. Assim com a de todas pessoas. E é por meio dessa troca de experiências que conseguimos encarar diversas coisas na nossa vida. A gente vê que algumas coisas são normais. A gente se inspira em algumas pessoas que conseguiram realizar coisas que também queremos realizar.

Nossa Lilian, mas pra que você está falando isso? Meus queridos amigos, estou falando isso apenas porque é por esse motivo que estou escrevendo esse texto agora. Com o coração aberto pra vocês.

Eu peguei dp em cálculo logo no primeiro semestre da faculdade. Isso me deixou muito chateada comigo mesma, pois eu não esperava esse baque logo no início… Mas ok, fiquei mais tranquila depois de perceber que de uma sala com 60 alunos, apenas uns 12 passaram nessa matéria. Logo no início soube o significado de “achou que era fácil entrar na USP? é ainda mais difícil sair dela”.

Então tentei fazer essa matéria ano passado, no segundo semestre. Até saí do trabalho pra me dedicar à faculdade. Mas como saí no final de agosto, acabei não conseguindo acompanhar, pelas aulas que perdi 🙁 Então tive que fazer essa matéria esse ano. Só que com um ponto negativo: cálculo ao invés de continuar sendo apenas uma aula, se tornou duas. Ou seja: eu teria que aprender o dobro de matéria. E se eu tinha ido mal com ela tendo uma carga baixa, imagine com uma carga alta?

Pois é. Como podem perceber, fiquei com o c* nas calças. Fui um pouco mal na primeira prova e estava com muito medo da segunda. Aí que na quarta a noite, um dia antes da prova, deitei no sofá da sala e comecei a chorar. Fazia tempo que eu não chorava com tanta dor. Eu queria desistir e decidi que não iria fazer a prova. Afinal, pra que ir se eu iria mal mesmo? Ok.

Caí no sono. Porém, do nada acordei de madrugada. E acordei com um sentimento de paz no meu coração e uma voz que me dizia “vai amanhã”. Pra mim, era Deus. Mudei de ideia, então, e decidi que iria sim na prova. Quinta de manhã e o medo da prova. Estava rezando pra minha nota ser ao menos suficiente pra passar pra prova de recuperação. Fiz a prova… Ok.

Daí na semana seguinte a professora nos entregou as provas com nossas notas. E pra minha surpresa eu tinha tirado uma nota boa. E pra uma surpresa dupla advinha o que aconteceu? Passei direto. Sem rec, sem choro nem vela. Fiquei muito contente mesmo, como se um peso fosse tirado das minhas costas.

Por que eu quis contar isso pra vocês? Porque eu sou uma pessoa muito ansiosa. O medo me congela. Eu ainda enfrento esse sentimento e essa vontade de desistir de algumas coisas todos os dias. Não estou aqui pra vir te dar dicas, estou aqui pra dizer que estou no mesmo barco que você pode estar.

E o que eu quero compartilhar é: a vida só vai valer a pena se você enfrentar tudo o que te desafia. Eu sei… Dá vontade de vomitar de nervoso, de ir ao banheiro, de fugir, de sumir. Eu também sinto isso. Mas essa experiência (e algumas outras) acabaram por me mostrar que uma vida onde sou corajosa é muito mais gostosa de ser vivida do que uma vida regida pelo medo.

Vamos ser mais corajosos? Vamos dividir, uns com os outros, o que nos desafia? Assim podemos nos ajudar.

Eu quero te ajudar. E também quero que você me ajude. Afinal, estamos todos enfrentando medos diariamente, não?

Com amor, Li.

Postado por Lilian
Nas tags: / /


Deixe o seu comentário

Meu Jardim Interior • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por