INTERCÂMBIO NOS EUA: PASSO A PASSO DO WORK AND TRAVEL

INTERCÂMBIO NOS EUA: PASSO A PASSO DO WORK AND TRAVEL

11 • 06 • 2018

Olá, tudo bem pessoal? No último post sobre o intercâmbio nos EUA expliquei o que é o programa, quem pode participar e tirei uma série de dúvidas. No post de hoje a intenção é deixar de forma clara qual é o passo a passo do intercâmbio ainda aqui no Brasil.

35050235_1763236463755005_6991514473584394240_o

1. PESQUISE SOBRE O PROGRAMA

O primeiro passo a ser dado pra se realizar um intercâmbio nos EUA é pesquisar sobre ele. Por isso, visite agências de intercâmbio e se informe sobre os valores de cada uma, o que está incluso e quantos empregadores eles tem disponíveis (quanto mais, melhor!) e não feche o programa com a primeira agência. Recomendo visitar no mínimo 3 agências antes de fechar o intercâmbio.

Procure blogs e canais no Youtube que falem um pouco mais sobre ele. Infelizmente existem poucos canais que falam sobre ele. Indico fortemente o canal do João, que fez intercâmbio no Loon e trabalhou como instrutor de ski.

Por último, mas extremamente importante, entre no grupo do Facebook. Reunimos lá pessoas que já fizeram o programa e interessados, assim quem já fez o programa compartilha por lá suas experiências. O legal é que se você se interessar por alguma delas, é só chamar a pessoa no inbox e tirar todas as suas dúvidas. Foi assim que conheci o Ismar, que já tinha trabalhado no Loon e me deu todas as dicas possíveis, sendo como uma espécie de “padrinho” pra mim.

2. DECIDI QUE VOU FECHAR O PROGRAMA: O QUE EU FAÇO AGORA?

Antes de você fechar o programa, é obrigação da empresa fazer um teste de inglês oral com você para analisar seu nível de inglês e ver se você está apto a participar do programa.

Após isso, a agência vai te passar o valor do programa e é nesse momento que te dou uma dica preciosa: peça desconto! Pedi desconto e facilmente consegui 200 dólares de desconto no programa, o que faz uma baita diferença.

Assim que estiverem de acordo com o valor o agente vai imprimir o contrato e você deve ler com atenção, assinar e entregar pra ele. Daí então você vai escolher uma das formas de pagamento que foram de passadas anteriormente e efetuar o pagamento.

3. ENTREGA DOS DOCUMENTOS

Vai ser necessário entregar uma série de documentos para a agência para poder dar sequência aos trâmites referentes ao intercâmbio. Alguns deles são: cópia do passaporte (por isso vai ser necessário que você tenha um ou tire um correndo), histórico da faculdade com tradução para o inglês, foto 3×4, dentre outros.

4. PREENCHIMENTO APPLICATION

Sinceramente, não sei se isso acontece de maneira diferente em outras agências, mas a STB me passou um documento chamado Application, que é um formulário da CIEE (são os parceiros da STB nos EUA e cuidam de toda a parte que se relaciona aos EUA) onde você preenche uma série de informações sobre você em inglês. Caso você precise de ajuda para preencher qualquer item é só avisar que seu agente vai ajudar você a preencher. Então fica tranquilo 🙂

5. ANÁLISE DAS VAGAS E ESCOLHA DE EMPREGADOR

Sua agência vai te mostrar todos os empregadores que estão com vagas disponíveis e você vai escolher os 3 que mais quer e passar isso pra eles. Minha dica aqui é filtrar: onde fica o empregador? qual é o salário? quais funções são oferecidas? oferecem casa?

No meu caso o Loon era ótimo pois eu ia trabalhar com comida, algo que eu queria desde o começo. Euzinha queria fugir de posições de housekeeper (camareira) pois disseram que era pesado e não tinha muita interação com as pessoas. Ele ficava relativamente próximo de New York e daria pra eu ir de ônibus pra lá e eu queria viajar pra lá no final do programa. Ofereciam casa – alguns empregadores deixam que você procure casa por si mesmo, mas é muito mais tranquilo quando eles já te passam a casa que você vai morar e você não tem que se preocupar em procurar casa pra alugar. Uma dor de cabeça a menos. E eles pagavam 9 dólares a hora, o que é um salário bom.

6. ENTREVISTA COM O EMPREGADOR

Eles vão marcar uma entrevista por Skype com o primeiro dos 3 empregadores a darem um retorno pra eles e vão te passar todas as informações de como será feito tudo. No meu caso fui até a agência e fiz o Skype por lá. Minha entrevista durou 9 minutos e foi muito tranquila, muito mais uma conversa do que uma entrevista em si.

7. RESULTADO E JOB OFFER

Dois dias depois recebi um email dizendo que tinha sido aceita pelo empregador e eles me enviaram a Job Offer por email: um documento que é sua proposta de emprego e que você deve assinar e enviar de volta pra eles. A partir do momento que você assina o documento já é oficialmente contratado pela empresa.

Caso você não seja aceito após a entrevista (não conheci ninguém que passou por isso), vão falar pra você escolher novas opções de empregadores e marcarão uma entrevista novamente com um novo empregador.

8. AGUARDAR A CHEGADA DA SEVIS

Após isso é só aguardar a chegada da SEVIS, um documento essencial para que você aplique para o visto J-1 (estudante que vai trabalhar nos EUA). Caso ele demore pra chegar, entre em contato com a agência e cobre uma posição.

PS: guarde sempre com muito cuidado o papel da SEVIS quando ele chegar pois você precisará ter ele com você durante TODO o intercâmbio.

9. EMISSÃO DO VISTO

Assim que a SEVIS chegar seja rápido e agende o visto porque quanto antes melhor. Para preencher o site de requerimento do visto eu usei tutoriais na internet e pedi ajuda a amigos. Podem me chamar caso precisem de ajuda.

Após preencher tudo você irá agendar duas datas: a que você vai tirar a foto para o visto e recolher as digitais e outra na qual você vai fazer a entrevista. Leve todos os documentos que possam te ajudar durante a entrevista, como comprovantes da faculdade, de renda, de renda dos pais.

Na minha entrevista só solicitaram meu passaporte e a SEVIS, porém é melhor prevenir do que remediar, certo?

9. PASSAGENS AÉREAS

Como o visto J-1 é um visto difícil de ser negado, comecei a procurar passagens aéreas logo que enviei a job offer assinada pro meu empregador. Te aconselho a fazer o mesmo pois até você pegar o passaporte com o visto pode demorar bastante e as passagens estarem caras.

Minha dica: seja paciente com as passagens e não compre na primeira semana de pesquisa. Use todos os sites possíveis de passagens aéreas como Kayak, Skyscanner e Google Flights. Caso encontre uma passagem aérea barata confira no site da própria companhia aérea o valor, as vezes aparece ainda mais em conta.

Eu por exemplo só estava achando passagens por 3.300 reais, o que era caro e inviável pra mim. Por isso demorei pra comprar as passagens, até que finalmente apareceu um preço mais em conta e fechei por 2.400… Quase mil reais de diferença.

PS: Fique atento caso seu vôo tenha conexões. O meu tinha no Panamá e lá é obrigatório tomar vacina da febre amarela. Por precaução tomei a vacina e emiti o certificado de vacinação da Anvisa.

10. CUIDADOS PRÉ EMBARQUE

Tenha atenção aos detalhes e planeje tudo certinho. Por exemplo: eu ia pegar um ônibus de Boston até a cidade onde moraria e, para garantir meu assento, comprei a passagem do ônibus previamente pela própria internet. Isso fez com que eu não corresse o risco de chegar atrasada no meu empregador e ter que virar a noite em uma rodoviária.

Comece a preparar sua mala um tempão antes e tenha atenção a tudo! Afinal, você vai passar 3 meses fora e não vai querer esquecer algo importante, não é mesmo?! Atenção redobrada para os documentos!

11. EMBARQUE

Chegou a hora de finalmente viver essa aventura… Chegue com antecedência ao aeroporto e curta cada minuto desse momento. A ansiedade, insegurança e todo frio na barriga. Prepare-se pra viver uma experiência incrível <3

Tem alguma dúvida referente ao intercâmbio? Deixa aqui nos comentários, me envia um email ou me chama no inbox do Instagram. Vai ser um prazer te ajudar 🙂

Com amor, Li.

 

 

Postado por Lilian


Deixe o seu comentário

Meu Jardim Interior • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por