Arquivos Pessoal — Meu Jardim Interior

O QUE É DOAÇÃO E AJUDA PARA VOCÊ?

02 • 10 • 2017

Olá, pessoal! Tudo bem? Intercalando com os posts de viagem, hoje meu objetivo é te fazer refletir. O que é doação e ajuda para você?

IMG_4008(Foquei no lugar errado, mas isso não tira a alegria de tirar uma foto com essa folha)

As meninas do negócio social Com Lola debateram essa ideia no Encontro de Fotografia Analógica que fizemos no comecinho do mês. O interessante é que eu não encontrei, naquele momento, a resposta para essa pergunta. Enquanto muitas pessoas já tinham uma resposta pra isso, em mim aquele debate serviu como reflexão e como faísca.

Daí que outro dia eu estava no ponto de ônibus, voltando da faculdade e refletindo sobre a vida, quando me veio aquele “plin!” de uma nova ideia chegando e nada mais nada menos era do que a resposta pra essa pergunta. O engraçado é que eu nem estava mais pensando nela, mas ela veio mesmo assim.

A intenção dessa reflexão é, na realidade, perceber como você enxerga ajudar e doação e a partir dessa descoberta, te fazer refletir se você não quer dar um novo significado a essa palavra e aplicá-lo de maneira diferente na sua vida. Vamos lá?

DOAÇÃO

A nossa sociedade tem cultivado muito a ideia de que doação está relacionado a doar coisas que não possuem mais utilidade para nós. Temos a tendência de separar para doação roupas que não nos servem ou que não tem mais a ver com nosso estilo e até aí, tudo bem. Eu realmente gosto dessa prática e a realizo sempre. E se formos pensar que doando nossas coisas para outras pessoas e recebendo também, temos uma necessidade menor de consumir novas coisas e assim, usar mais ainda dos recursos naturais que estão disponíveis para nós. ~afinal, esses recursos são limitados, né galera?

Só que no tópico da doação nós encontramos dois conflitos. O primeiro é que doação não tem que ser somente de coisas usadas. E nós precisamos dar um novo significado a essa palavra por causa disso. Pressupor que doação é só de coisa usada limita muito o que ela na realidade poder ser. Quer um exemplo? Minha mãe sempre que vai fazer compras no supermercado compra alguns itens para doar a um moço que passa aqui toda semana pedindo comida.

Esse exemplo não foi o suficiente? A minha afilhada estava precisando de roupas de frio, porém a mãe dela não estava em condições de comprar. Então eu comprei algumas peças e doei à ela. Não considero um presente pois presente a gente dá pra alegrar a outra pessoa, no caso, eu doei pois tinha como objetivo ajudá-la em sua necessidade.

O segundo conflito é que: doação não é só para quem é pobre E não é só para ajudar alguém. Comprei um vestido lindo na Khelf porém não consegui usar ele mais que duas vezes já que o fato de ele ser curto me incomodava. O que eu fiz? Doei para uma amiga que tinha tudo a ver com ele e já imaginei que seria uma boa pra ela ir em baladas. Ou seja: vamos ampliar a doação! É legal você doar para quem tem mais necessidade? É! E eu sempre deixo muita coisa separada para essas pessoas. Mas porque não ver se as coisas que você vai doar não tem algo a ver com uma amiga, prima, conhecida? Essa troca entre pessoas é muito rica e incentiva a diminuição do consumo.

O terceiro conflito diz respeito ao fato de que… não doe o que você não gostaria de receber. E isso não é sobre o estilo, mas sim sobre as condições do objeto que você está doando. Você gostaria de receber um brinquedo quebrado? Uma roupa furada ou manchada? Eu não. E daí surge aquele princípio de “não faça aos outros o que não gostaria que fizessem com você”. Acho que esse tópico dispensa palavras, né? Quando a roupa estiver desgastada joga no lixo ou usa de pano de chão. Se o brinquedo estiver quebrado, envie para o conserto. Tenhamos um pouco de bom senso…

Uma outra coisa que temos feito é incentivado a doação/ajudar não unicamente pelo bem que ela vai levar a outras pessoas, mas sim pela forma como você vai se sentir. Um bom exemplo? “Faça trabalho voluntário, você vai sair de lá se sentindo em paz e renovado”. E geralmente é a busca por esse sentimento que nos faz realizar trabalho voluntário e não o que realmente estaremos causando com ele.

Não, eu não estou te julgando. Acredite, eu também entendo doação e ajuda como essas coisas. A única diferença é que eu escolhi refletir sobre isso e mudar o significado disso na minha vida. E é aí que entra a resposta pra pergunta:

O que é ajudar para você?

E ajudar de maneira genuína é para mim, quando você se coloca no lugar do outro em toda e qualquer situação pela qual ele está passando e faz por ele o seu melhor. Mas como garantir que você está fazendo o seu melhor? Fazendo exatamente o que você gostaria que fizessem por você caso você estivesse na mesma situação.

Que a gente possa enxergar qualquer forma de transformar a vida de alguém 0,1% para melhor como ajuda. E que possamos formar uma corrente do bem de pessoas que se ajudam. É como dizem: sozinho eu vou mais rápido, porém com mais pessoas eu vou mais longe. As oportunidades para ajudar as pessoas estão aí, por toda a parte. Seja ensinando sua amiga que é ruim em matemática a resolver alguns exercícios; dando água e ração pra um gatinho que apareceu no seu quintal… A gente só precisa enxergá-las.

E se nós pararmos para pensar por um minuto: estamos fazendo pelos outros o que gostaríamos que fizessem por nós? Estamos dando nosso melhor?

E foi essa reflexão que me fez ressignificar a palavra ajuda no meu vocabulário. E também me fez sonhar com um mundo onde a gente realmente entregasse o nosso melhor e onde consequentemente recebêssemos o melhor das pessoas. Mas como dizem: pra melhorar o mundo precisamos começar por nós mesmos. Eu comecei a minha jornada e você?

Com amor, Li.

Postado por Lilian
Nas tags: /

OPORTUNIDADES NÃO VOLTAM

16 • 08 • 2017

Eu amo fuçar o Instagram. Daí que estava passando por algumas publicações com tag de viagem, quando li a seguinte legenda: “oportunidades não voltam”. E, parando para refletir, fiquei sem alternativa a não ser concordar absolutamente com essa frase.

IMG_3150

Eu acredito que aproveitei muitas oportunidades que tive, mas também pude perceber diversas situações nas quais as deixei irem embora. E perceber as oportunidades nem sempre é fácil. Pra ser sincera, muitas vezes elas passam despercebidas por nós. Acredito até que deveriam criar um curso nos ensinando a ficar mais atentos a elas.

Pensando em como é difícil perceber as oportunidades, criei algumas situações que talvez te ajudem a identificar algumas que você tem agora? – Aliás: se você tem uma oportunidade agora, porque não aproveitá-la nesse exato momento? –

Situação 1: Você morre de vontade de fazer faculdade, não tem filhos e tem um emprego razoável? Está aí uma oportunidade de realizar esse desejo. Por que eu digo isso? Fica muito mais difícil fazer uma faculdade quando não se tem dinheiro ou quando se tem um filho.

– Situação 2: Seu sonho é fazer uma viagem pra fora do Brasil, mas você sempre se dá as desculpas de que é muito caro e de que não tem dinheiro? Primeiramente: é muito mais barato viajar para fora do que pra muitos destinos dentro do Brasil. Quer um exemplo? O site Melhores Destinos avisa sobre os melhores preços de passagens aéreas. E acredita que ida e volta para Buenos Aires (Argentina), Santiago (Chile) ou Montevideo (Uruguai) custa entre 600 a 700 reais?! Já pensou que você pode estar perdendo ótimas oportunidades? 

– Situação 3: Não vê  a hora de comprar seu próprio carro e parar de depender de transporte público, mas sempre adia? Se você se planejar direitinho, dá pra comprar um carro em pouco tempo. E outra coisa: você não precisa começar com um carro top. A ideia de começar com um baratinho é bem interessante: se você bater e etc, não vai ficar tão frustrado. E olha que no começo a gente dá cada “presepada”… Então pensa: se durante um ano você juntar parte do seu salário, enquanto vai tirando a carta de motorista, não consegue comprar um carro? Juntar com o 13 para dar uma boa entrada é uma ótima pedida e vai tornar o valor final do carro mais em conta.

OK, OK… Sei que citei mais situações profissionais e pessoais aqui que tenham a ver com metas. Mas as principais oportunidades que temos todos os dias, são as que, infelizmente, menos valorizamos.

Abraçar e beijar as pessoas que você ama todos os dias, demonstrar carinho, passar tempo com seus animais de estimação, cuidar de você e da sua saude… Essas sim são as coisas que importam!

Já que uma vez que as pessoas que você ama forem embora, não poderá mais tocá-las. E as vezes, se você começar a cuidar da sua saude tarde, já será tarde demais. Portanto, tenha em mente que tudo o que você vive e está ao seu redor, ao seu alcance, é uma oportunidade.

Ser gentil e amável é uma escolha, sim, mas também é uma oportunidade. Sorrir é uma oportunidade de ser feliz e fazer o outro feliz também. Sonhar é uma oportunidade de voar alto cheio de esperança.

Mas não se esqueça: não adianta você só idealizar se nunca fizer nada, né? Às vezes, para fazermos algumas coisas, temos que limpar nossa mente de todo preconceito e pensamento e somente ir lá e fazer. <3

Com amor, Li.

Postado por Lilian
Nas tags:

MUDANÇAS

26 • 07 • 2017

Outro dia estava lendo um texto em um Instagram e parece que eu estava lendo muito do que queria viver. O texto falava sobre mudanças e sobre como elas podem definir você. E eu preciso confessar algo pra vocês: eu amo mudar. Amo aprender coisas novas, me desafiar e sinto a necessidade constante de melhorar quem eu sou. Mas confesso que algumas mudanças me deixam com medo também. Outras, entretanto, eu anseio com desejo.

O cabelo era uma delas. Eu estava desanimada com o aspecto dele, parecida pesado pra mim. Além do fato que ele estava com muito resto de química e eu queria tirar isso, pra que meu cabelo ficasse com mais vida – e pra que ficasse mais fácil de pentear também, já que ele estava embaraçando com muita facilidade.

seja você a mudança

E esse é o antes do meu cabelo. Estava enorme. Daí que eu conversei com a minha amiga Dani, que é cabelereira e ela disse que me fazia um preço amigo. Enviei a foto do cabelo que queria pra ela e ela disse que conseguia fazer. E foi assim o tempo todo: sempre atenciosa, sempre tirando todas as minhas dúvidas.

seja a mudançaAqui dá pra ver melhor ele de frente. Estava enorme, né?

E aí sabe o que eu fiz? Cortei. Desapeguei. Com alegria no coração e com aquela sensação de alegria e leveza logo que vi o resultado. Ficaram curiosos? Espia só:

seja a mudança 2

Preciso dizer que eu amei? Porque sim, eu amei! <3

E então que mais uma coisa que eu queria mudar eram meus óculos. Porém, não estava com grana pra pagar 300 pila – ou mais – em uma única armação. Ouvi muitos boatos de que na 25 de março vendem óculos bons a preços baratos e fui lá pra conferir. Minha dica? Não compre na primeira loja em que você for! Dê uma olhada em várias… Eu comprei o meu em uma galeria, mas antes vi vários quiosques, até ter certeza que o óculos X era realmente o que eu queria. Ah! E como eu quero sempre transmitir muita clareza pra vocês, o óculos custou 65 reais. Outra dica? Sempre chore um pouquinho por desconto lá 🙂

Logo após isso fui atrás de uma ótica pra fazer as lentes. E pesquisando em algumas delas, escolhi a Fotótica, por ter o melhor custo-benefício para o que eu estava querendo. Aproveitei que o valor era bom e mandei colocar lente no meu óculos de sol também. Gostei muito do resultado e do atendimento, que considerei muito atencioso.
A lente do óculos de grau custou 139 e a do de sol 200 sendo que eles dividem em até 10x sem juros 🙂

oculos

Por fim, todas essas mudanças que eu vivi são externas, porém elas estão refletindo as mudanças que estou vivendo – e que quero viver – internamente. É como se meu corpo exterior se adaptasse pra abrigar o que tem dentro… Confesso, estou vivendo uma época de muitos desafios. Sabe aquela época em que a vida pede pra que você seja mais claro com o que quer para si mesmo? E são tantas as coisas que quero mudar, melhorar ou acrescentar, que muitas vezes me perco nesse mar de sentimentos e decisões a serem tomadas. E mesmo assim, pouco a pouco, vou realizando cada uma delas.

O cabelo e os óculos foram os primeiros, porém de maneira alguma serão os últimos. Aguardando ansiosamente pra compartilhar com vocês as “cenas dos próximos capítulos”. <3

Com amor, Li.

Postado por Lilian

Meu Jardim Interior • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por